16.2.15

Daydreamer |





Não fui talhada para uma rotina, canso-me muito facilmente. Não fui talhada para horários típicos das 9 ás 5 em que chego ao fim do dia e o tempo parece escapar por entre os dedos. Gosto de desafios novos, de remodelações na minha vida e um trabalho novo traz isso mesmo um novo desafio. Apesar deste medo mais que presente oriundo do facto de não saber onde raio que me vou enfiar, ao mesmo tempo corre uma certa excitação nas veias. Aprender algo novo, fazer algo novo ou será que vai ser mais do mesmo? Gosto de mudar sim, bastante mas também gostava de fazer um fast forward uns seis meses e sentir que sei onde estou ou qual é o meu lugar. 

Ultimamente muitas ideias me correm por estes neurónios. Este não estar bem em nenhum lugar é uma coisa bem tramada, esta treta de não saber onde é realmente o nosso poiso. E o Inverno traz-me sempre dúvidas destas, sempre. Amanhã apetece-me acordar numa cidade nova, ter um novo sentido, ter algo novo por descobrir. E de preferência algures com temperaturas acima dos 20ºC em que não dói respirar quando ando de passo alargado para apanhar o metro.  Muito me corre por estes neurónios e sinceramente nem sei por onde começar.

2015 começou num verdadeiro reboliço.

8 comments:

  1. Oh como te compreendo! Um novo trabalho é sempre um desafio, mas independentemente do resultado, é sempre uma experiência nova para a nossa vida, mesmo que inicialmente seja assim, dúbia, sem que sintas os teus pés no chão. Let it be. :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. É um desafio e traz inseguranças sim. É isso, não sinto os pés no chão e isso é o que mais me incomoda. Um dia de cada vez I guess. :)

      Delete
  2. Compreendo a sensação mas acredito que iremos encontrar o nosso lugar, mais tarde ou mais cedo :)

    ReplyDelete
  3. Também me considero uma pessoa permanentemente insatisfeita com a vida, também estou sempre à espera que a vida mude e me traga aquilo com que vou sonhando, mas acima de tudo é bom sentir esse cansaço das coisas. Afinal quando vêem coisas novas, sentimo-las muito mais na pele do que qualquer outra pessoa :) Aproveita esse recomeços todos e saboreia tudo !

    ReplyDelete
    Replies
    1. Espero que este recomeço valha a pena :)

      Delete
  4. Não sou tão drástica quanto tu, no que toca a mudanças de pais e afins, mas confesso que sempre vivi com esse sentimento. Posso estar muito bem num trabalho, mas do nada canso-me e sinto que nunca pertenço a sítio nenhum!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sim, normalmente quando começo a sentir-me confortável num sítio canso-me e quero algo novo. Este bichinho nunca pára quieto.

      Delete

© OHH, HELLO Maira Gall.